Letreiro
Ushuaia: 6 atrações imperdíveis na cidade mais austral do mundo
Política > Nacional
Voltar Enviar noticias imprimir
[04/10/2011] São Pedro do Butiá; Seminário idealizado por Bohn Gass mostra que produção de biogás no RS é viável

Volmir do Amaral

Foto: Assessoria/Deputado

“Nossos agricultores podem passar de consumidores de energia” diz o deputado

Numa iniciativa pioneira, a região Noroeste realizou o 1º Seminário Regional de Energias Renováveis – Biogás. O evento se realizou dia 30 de setembro, das 9 às 16h, no Clube União Butiá, em São Pedro do Butiá.

            O Seminário contou com a participação de cerca de 350 pessoas. O público que lotou o Clube União Butiá teve a oportunidade de conhecer experiências da região sul do País de produção de energia a partir de biogás. Para a Prefeitura de São Pedro do Butiá e a Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Cerro Largo (UFFS), organizadores do seminário, os objetivos do evento foram atingidos. “Tivemos a oportunidade de conhecer as melhores experiências do sul do país em geração de energia a partir de biogás e, agora, podemos pensar em dar continuidade nessa discussão. Queremos, num trabalho coletivo e planejado, criar condições favoráveis para a implantação de experiências de biogás na região, destaca Edemar Rotta Diretor do Campus Cerro Largo.

            Idealizador do evento, o deputado federal Elvino Bohn Gass (PT), além de liderar um grupo da região para conhecer as experiências de Itaipu no Paraná, ajudou na articulação para a vinda dos palestrantes ao seminário. Ele diz que concebeu o seminário porque considera a experiência extremamente positiva, pois além de gerar renda aos agricultores, produz energia limpa às propriedades com proteção e saneamento ambiental. “Com o aproveitamento dos dejetos animais através da tecnologia do biogás, podemos fazer uma verdadeira revolução energética na agricultura familiar. Nossos agricultores podem passar de consumidores de energia à produtores, de pagadores para vendedores de energia”.

            Ansberto Rodrigues do Passo Neto, Gerente do Centro de Estudos do Biogás da Fundação Parque Tecnológico Itaipu, expôs através de vídeos e fotos as experiências de produção de energia elétrica a partir de biogás que a Itaipu Binacional, através do Centro de Estudos do Biogás, vem desenvolvendo na região oeste paranaense. Neto acredita que, devido à grande quantidade de dejetos de suínos e bovinos no Noroeste do RS é perfeitamente possível desenvolver experiências similares as que já estão em funcionamento no Paraná. “Há necessidade de um arranjo institucional na região capaz de debater e levar adiante os projetos de biogás. Uma integração entre universidades, instituições de pesquisa e de assistência técnica articuladas com o poder público é fundamental neste processo”, destaca Neto.

            Outra experiência relatada por Sadi Baron foi a do Projeto Alto Uruguai, que reúne várias instituições e vem sendo implantado em municípios do norte do RS e oeste catarinense. Baron acredita que, devido à vocação regional na produção de suínos e bovinos é perfeitamente possível implantar experiências pilotos e, a partir das mesmas, aprofundar a pesquisa. “O desafio é transformar esses dejetos que, muitas vezes, poluem o meio ambiente, em fonte de geração de energia renovável. Isso é o que procuramos demonstrar em todos os eventos que compartilhamos a nossa experiência”, salienta Baron.

            Representando o Governo do Estado, José Adelmar Batista, Diretor do Departamento de Agricultura Familiar da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, afirmou que programas de incentivo à produção de energias renováveis estão sendo estruturados e, em breve, estarão sendo disponibilizados aos agricultores familiares gaúchos.

            Já os representantes do BRDE, Miguel Oliveira e Sérgio Luis Feltraco apresentaram as linhas possíveis de financiamento para o desenvolvimento do biogás. Para Feltraco, a implantação de experiências de produção de biogás não só permite resolver um problema ambiental, que é o destino inadequado dos dejetos, como também dialoga com a preocupação da sustentabilidade.

            O Vice-Reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul Antônio Inácio Andrioli encerrou o seminário expondo as iniciativas que a universidade vem desenvolvimento sobre o tema do biogás, destacando em particular, o Acordo de Cooperação que a instituição esta construindo com Itaipu. “Através deste acordo teremos condições de oferecer capacitação para agricultores e técnicos; estruturar laboratórios especializados em biogás e proporcionar a inserção dos nossos estudantes e pesquisadores neste tema”.

Fotos da notcia

Clique sobre a foto para ampliar
Notcias relacionada