Letreiro
Turistas internacionais gastam US$ 5 bi no Brasil em 2018
mais brasil comunicações > Poema das seis da tarde.
Voltar Enviar noticias imprimir
[04/10/2018] São Paulo; Fernando Coelho

Fernando Coelho

Tempos vazios. O amor é passageiro. Dura o tempo de vida de um picolé. Você engrossa as estatísticas do desemprego e ninguém telefona. Mensagens? Nunca mais. Happy hour festivo? Sumiu no vento. Virou hora infeliz. Aqueles tapinhas nas costas? Desapareceram. Chopinho gelado no final do repetitivo expediente? Travado na garganta. É a sua hora de liberdade, de livrar-se da demagogia corporativa. Ficar sozinho não mata. Ver a paisagem de tantas caras conhecidas de longe, fortalece a retina de sua alma. A gente só aprende, livre. 

 

Poemas do livro Manuscritos Sem Juízo. Livro que compõe a Coleção Poeta Fernando Coelho, à venda no       UOL.com.br/Clube    e no site da Editora Aquariana 

Fotos da notcia

Clique sobre a foto para ampliar
Notcias relacionada