Letreiro
Ibope: Desde a posse, aprovação de Bolsonaro cai 15 pontos percentuais
mais brasil comunicações > Literatura
Voltar Enviar noticias imprimir
[01/01/2018] São Paulo; O buquê dos meus amigos.

Fernando Coelho

Foto de: Jane Gonzaga

A quantidade monumental de amigos que me mandam mensagens, tem um significado vital. Me criam o ânimo da resistência. Me resgatam dessa síndrome solitária de escrever. Petrificam em meus sonhos, o sentido da fé. Esses amigos surgem como ramificações de Deus. São forças, sinais, alimento do amor que vai me ajudar a suportar o que virá e a vencer sintomas, febres, descompassos de tristezas. Desses desencantos imperdoáveis. Com esses amigos o mal não resistirá. O mal não será nada. O que eu temo, não temerei mais. O que eu nunca sonhei, vou sonhar. E vou amar mais. Sou um poeta de sorte, porque ainda tenho Xangô a guarnecer os meus lados, a defender o horizonte dos meus olhos e a desbravar o caminho que é o meu caminho. Amo e sigo, ano após ano, a crer com teimosia, a viver com teimosia, a crer na vida com a teimosia da própria vida. A crer no amor. E só.

A fotografia que comemora tudo é de Jane Gonzaga

 

Fotos da notcia

Clique sobre a foto para ampliar
Notcias relacionada