Letreiro
Em tom de verde e amarelo, Brasília vive dia diferente
mais brasil comunicações > Rural
Voltar Enviar noticias imprimir
[14/12/2017] Porto Alegre; "Se não houver melhoras nos preços, a agricultura quebra".

Regina Lemos

Foto: Regina Lemos e Arno Maciel

Este foi o desabafo do presidente da Fetag - Carlos Joel da Silva, que recebeu a imprensa neste dia 13/12, na sede da entidade que representa os trabalhadores rurais, em Porto Alegre. Na ocasião, ele fez um balanço do ano. Analisou a relação com os governos estadual e federal, as conquistas e principalmente as perdas significativas na renda das famílias da área rural. Criticou a alta carga tributária que poderia ter sido resolvida e disse ainda, que o problema de preços caros, não é culpa do produtor, por esta razão, é preciso haver equilíbrio. Criticou também as autoridades que não se empenham em resolver as questões fundiárias, não concedendo recursos para os programas que estão sofrendo cortes . "A classe politica está devendo para o setor, para a classe trabalhadora que põe comida na mesa. Não sentimos o apoio. Precisamos limpar este pais", disse o presidente. Ele espera que na hora de votar, a população saiba separar o joio do trigo, para depois, não se decepcionar. 
Outro ponto, é aumentar a legítima representação da agricultura familiar, nas eleições de 2018 , falou o presidente. Mais outro assunto abordado foi referente à política de preço mínimo do leite, até hoje, uma incógnita para o produtor, que nunca sabe quanto vai receber pelo produto.

Fotos da notcia



Clique sobre a foto para ampliar
Notcias relacionada