Letreiro
Malditos sem piedade.
mais brasil comunicações > Educação
Voltar Enviar noticias imprimir
[19/09/2017] São Paulo; PUC-SP diploma alunos mortos pela ditadura militar

Marcelo Godoy  -  O Estado de São Paulo

Foto: Divulgação/Estadão

A Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) apresentou seu relatório da Comissão Nacional da Verdade

Instituição é a primeira universidade brasileira a homenagear seus estudantes vítimas da repressão; cerimônia ocorreu durante apresentação do relatório da Comissão da Verdade da Pontifícia

A Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) diplomou nesta segunda-feira, 18, cinco alunos que estão entre os mortos e desaparecidos políticos durante o regime militar (1964-1985). São dois antigos alunos da Faculdade de Direito, um de Economia, uma de Filosofia e um de Ciências Sociais – quatro deles ex-integrantes da Ação Libertadora Nacional (ALN) e um militante do PC do B.

“É com muita honra e orgulho que esta universidade presta essa homenagem aos alunos mortos e desaparecidos na ditadura”, afirmou a reitora Maria Amália Pie Adib Andery.

A PUC-SP é a primeira universidade  brasileira a fazer a diplomar seus alunos mortos e desaparecidos. “A USP, por exemplo, que teve quase 40 ex-alunos mortos, não fez”, afirmou o ex-presidente da Comissão Estadual da Verdade, Adriano Diogo.  A cerimônia ocorreu durante a apresentação do relatório da Comissão da Verdade da PUC-SP.

 

Fotos da notcia

Clique sobre a foto para ampliar
Notcias relacionada