Letreiro
Em tom de verde e amarelo, Brasília vive dia diferente
mais brasil comunicações > Sindicato
Voltar Enviar noticias imprimir
[01/09/2017] Brasília; Sindicatos levam ao subchefe da Casa Civil preocupação com leis municipais que proíbem atividade aeroagrícola

Frente Parlamentar dos Aeronautas FPAer

Foto: Divulgação

O diretor de Relações Institucionais do SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas), comandante Adriano Castanho, esteve no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta quinta-feira, 24, em reunião com o subchefe da Casa Civil e ex-presidente da ANAC, Marcelo Guaranys. Em pauta estava o fato de alguns municípios estarem aprovando leis locais que proíbem a atividade aeroagrícola em seu território.

Para Adriano Castanho, a reunião foi produtiva e uniu vários interessados: “Essa foi a oportunidade, também, para juntar o SINDAG – o Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola; o Sindveg (Sindicato Nacional da Indústria dos Defensivos). Também estiveram presentes a Trush e a Air Tractor, fabricantes de aeronaves, que também são impactados nesse segmento. E o importante foi que o Guaranys entendeu qual é o problema desses projetos de lei (municipais) e irá levar aos setores do governo e ministérios que estarão envolvidos para tentar trazer um instrumento legal que barre essas leis. Uma próxima reunião será marcada para o próximo mês, onde deveremos ter novidades”.

Já o representante da aviação agrícola no SNA, comandante Gianni Bozetto, comentou o problema que a aviação agrícola vive no momento. “Temos uma legislação federal hoje que trata do tema, o que nao justifica alguns municípios legislarem sobre esse assunto, afrontando um tema já tão regulado. Então nós trouxemos essa pauta aqui para a Casa Civil, para que eles possam nos auxiliar na solução deste problema. Porque hoje a gente observa o risco iminente da proibição da aviação agrícola em alguns municípios espalhados pelo país e isso afeta os nossos postos de trabalho como pilotos agrícolas”, concluiu.

A reunião desta quinta-feira no Palácio do Planalto tem um contexto maior, que é discutir todo o sistema do agronegócio brasileiro. Esta é a opinião do Presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola – SINDAG – Júlio Augusto Kämpf. Para ele a aviação agrícola “em alguns momentos vem sendo atingida com uma imagem negativa e esta conversa que a gente teve com a Casa Civil visa motivar o Estado a continuar um desenvolvimento maior da aviação agrícola. O importante hoje para nós é a união que está tendo todo o setor, principalmente entre o Sindicato Nacional das Empresas de aviação Agrícola e o SNA – trabalhando em conjunto, em prol de uma atividade.”

Além da reunião desta quinta no Palácio do Planalto, o comandante Adriano Castanho tratou de outros assuntos em Brasília. Esteve reunido com o presidente da Frente Parlamentar dos Aeronautas (FPAer), deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), discutindo vários assuntos, entre eles o andamento da Nova Lei do Aeronauta, que aguarda sanção presidencial e cujo prazo expira na terça-feira, dia 29. Também tratou da ameaça de fechamento do Aeroporto do Campo de Marte, projeto do atual prefeito de São Paulo, João Dória, e visitou senadores para conversar sobre o Projeto de Lei que prevê a redução do teto do ICMS para os combustíveis aeronáuticos.

 

Fotos da notcia


Clique sobre a foto para ampliar
Notcias relacionada