Letreiro
Ushuaia: 6 atrações imperdíveis na cidade mais austral do mundo
Política > Nacional
Voltar Enviar noticias imprimir
[29/11/2016] 29 de Novembro: milhares vão ocupar Brasília

Esquerdaonline.com

Foto: Divulgação

Editorial 28 de novembro – Por todo o Brasil, milhares de estudantes e trabalhadores se preparam para ocupar Brasília amanhã, dia 29. Mais de 300 ônibus compõem a grande caravana do movimento estudantil, sindical e dos demais movimentos sociais de todas as regiões do país. Irão marchar nas ruas da capital federal no dia da votação da PEC 55/241 e, possivelmente, também do projeto que anistia o crime de caixa dois, chamado de projeto contra a corrupção. O dia 29 será um grande encontro das centenas de ocupações, das greves da educação federal e mobilizações de resistência do povo trabalhador.

Essa manifestação está sendo convocada por uma série de entidades, como a UNE, UBES, ANEL, ANDES, FASUBRA, SINASEFE, CUT, CSP – CONLUTAS e várias outras. Isso nos mostra a necessidade e capacidade das entidades e movimentos sociais de se unificarem para fazer frente aos ataques do governo Temer.

Não são apenas 20 centavos, são 20 anos

Vamos a Brasília lutar contra a PEC 55 (antiga 241), a contrarreforma do Ensino Médio e também para dizer bem alto: “Fora Temer!”

O mundo e o Brasil estão em crise. Os ricos e poderosos querem nos fazer pagar com o nosso futuro a conta dessa crise que eles mesmos criaram, mantendo o pagamento dos juros da dívida ao invés de taxar as grandes fortunas. Do lado deles cresce o discurso neoliberal e reacionário. Querem convencer o povo trabalhador de que eles tirarão o Brasil dessa crise. Mentira!

A única forma de resistir a todos os ataques é dialogar com a consciência do povo trabalhador e defender uma saída alternativa ao ajuste fiscal é por meio de muita unidade na luta e consequência política.

Na última semana, Temer reuniu o Fórum dos Governadores com representantes de todos os estados e do Distrito Federal. Essa reunião encaminhou uma série de medidas para concretizar a PEC 55 nos estados, reproduzindo a mesma lógica de corte de salários e demais direitos sociais. Além da anuência de governadores de partidos da base de governo, a proposta de Temer também foi aprovada por governadores do PT e PCdoB. Isso nos mostra que além de lutar contra o atual governo é preciso construir uma alternativa ao modelo de acordos, ao programa e ao método dos governos do PT, que comandaram esse país em aliança com os ricos e poderosos por 13 anos.

Só o Povo Pode Decidir! Queremos a convocação imediata de um referendo!
Esse Congresso de ladrões e um governo golpista não têm legitimidade para aprovar um projeto que irá congelar o país por 20 anos. Além de estarmos nas ruas para barrar a PEC 55, exigimos que o Senado convoque um referendo para que o povo exerça o direito de decidir sobre o seu futuro.

Querem sucatear ainda mais a educação, saúde e todos os serviços públicos para depois justificarem a privatização daquilo que ainda nos resta. O objetivo deles é revender o Brasil com a ajuda do MBL, PSL e tantos outros.
Fazer um grande Encontrão das Ocupações e articular nacionalmente a luta da educação.

O nosso movimento de ocupações avançou muito por ter levado para a sociedade o debate sobre a PEC do Fim do Mundo dentre outros. Mas precisamos de mais.

Só seremos vitoriosos contra os ataques de Temer e o Congresso Nacional se ganharmos a maior parte da sociedade para combater esse governo golpista. Para isso, precisamos nos unificar nacionalmente, a nossa luta é uma só.
Portanto, é necessário que seja realizado também no dia 29 um grande Encontrão das ocupações e mobilizações estudantes, bem como a articulação nacional entre as categorias da educação federal em greve do ANDES, SINASEFE e FASUBRA.

Geddel já foi, Temer é o próximo
Os recentes escândalos de corrupção do Governo de Temer junto com a tentativa descarada de aprovar um projeto que anistia quem fez caixa 2 sob um discurso de combate à corrupção mostram o nível da hipocrisia desse governo e seus aliados.

A demissão de Geddel, diferente do que diz o governo, não servirá para encerrar o assunto, mas para mostrar que a luta contra a corrupção deve caminhar junto com a luta contras a retirada de direitos e que Temer não tem legitimidade para governar ou para se dizer de “mãos limpas”. Fora Temer!

Apenas começamos! 13 de Dezembro deve ser novo dia nacional de lutas
Caso seja aprovado em 1º turno no Senado Federal amanhã, a PEC 55 deverá ser submetida à votação novamente no próximo dia 13 de Dezembro.

Essa data deve estar na agenda de todos os movimentos sociais, organizações sindicais, entidades estudantis e ativistas como sendo um dia para dialogarmos com a população por meio de manifestações, debates, aulas públicas e todos os métodos de luta que estejam à serviço de ganhar o povo trabalhador para a necessidade de resistir a esses ataques.

LUTAS e várias outras. Isso nos mostra a necessidade e capacidade das entidades e movimentos sociais de se unificarem para fazer frente aos ataques do governo Temer.

Não são apenas 20 centavos, são 20 anos

 

Fotos da notcia


Clique sobre a foto para ampliar
Notcias relacionada